Gênesis 45:16-28

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)

Retribuindo o mal com o bem é o que José está fazendo com seus irmãos. Isso é o que o Senhor nos ensina (Mateus 5:44) e esta é a melhor maneira de ganhar o coração de alguém.

Os irmãos acharam que tinham trazido o melhor, um pouco de bálsamo e um pouco de mel (Gênesis 43:11), mas agora podem ver o quão insignificante aquilo era. O próprio Faraó promete a eles o melhor em toda a terra, dizendo, ao mesmo tempo, “não vos pese coisa alguma das vossas alfaias” (versículo 20). Foi dito a eles para que não se preocupassem com suas próprias coisas (Filipenses 4:6).

Por meio do sofrimento, José havia recebido a coroa (Hebreus 1:3, 2:9-10, 9:28).

A presença do Senhor e o gozo de Sua glória estão diante de nós. Coisas terrenas que tenhamos que abandonar por Ele não são comparáveis a isso (Marcos 10:29-30, ver também Filipenses 3:8). Temos também a prova de que Jesus está vivo, glorioso e esperando por nós no céu: Ele nos enviou o Espírito Santo, o penhor da nossa herança (Efésios 1:14).

Semelhante a Cristo, além do perdão estendido a seus irmãos, José menciona seu pai cinco vezes neste capítulo. Foi o amor do Senhor por seu Pai e seu desejo de fazer a Sua vontade que o trouxe ao mundo para redimir a humanidade caída. O amor de José por Jacó é apenas uma fraca sombra deste amor.

José havia dito a eles que falassem a seu pai de toda a sua glória no Egito (versículo 13) mas repare no versículo 26 qual a primeira coisa que dizem a seu pai! O grande tema do cristianismo é que Jesus vive (Apocalipse 1:18).

Jacó havia acreditado nas mentiras que seus filhos haviam contado (37:32). Agora quando a verdade é dita, ele não acredita. Muitas pessoas acreditam alegremente em todas as mentiras que ouvem acerca de Deus. Mas não creem na verdade. Virá o dia quando Deus fará com que creiam na mentira (2 Tessalonicenses 2:10-12).

Observe que José não dá a seus irmãos apenas um país para viverem, mas tudo o que eles precisam para o caminho que os leva até lá. Carros? Jesus se “encarregou” por nós. E comida? Sua Palavra é o nosso alimento. Roupas? Cristo pode e deve ser visto em nós (Gálatas 3:27). Finalmente a exortação de quem conhece muito bem a Seus irmãos: “Não contendais pelo caminho” (versículo 24). Nós temos menos necessidade disso do que eles?

Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.

Compartilhe...