Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Então aqueles que temeram ao Senhor falaram frequentemente um ao outro; e o Senhor atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o Senhor, e para os que se lembraram do seu nome.” [1]

Estas palavras foram escritas nos últimos tempos do Antigo Testamento, quando os homens diziam: “Inútil é servir a Deus; que nos aproveita termos cuidado em guardar os seus preceitos, e em andar de luto diante do Senhor dos Exércitos? Ora, pois, nós reputamos por bem-aventurados os soberbos; também os que cometem impiedade são edificados; sim, eles tentam a Deus, e escapam” [2]. Quão parecido é isso com os dias de fim dos tempos em que vivemos. Mas “aqueles que temeram ao Senhor falaram frequentemente um ao outro; e o Senhor atentou e ouviu… os que se lembraram do seu nome” [1]. Ele nos prometeu: “Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” [3], e Ele nos pediu para que “consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras” [4]. Ele nos ajudará a “saber dizer a seu tempo uma boa palavra ao que está cansado” [5]. “Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros” [6]. O Senhor está ouvindo, e “vede quão grandiosas coisas vos fez” [7]. “Se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai” [8].

O Senhor vê aqueles que nEle pensam,
E lá de cima, deles se lembra;
Aos “meus pensamentos dentro de mim” consola,
Quando em Seu amor penso.

[1] Malaquias 3:16; [2] Malaquias 3:14-15; [3] Mateus 18:20; [4] Hebreus 10:24; [5] Isaías 50:4; [6] Romanos 14:19; [7] 1 Samuel 12:24; [8] Filipenses 4:8

Compartilhe...