Diário do Cristão para o Domingo

Maravilhoso

“Se chamará o seu nome: Maravilhoso” (Isaías 9:6).

Cerca de setecentos anos após Isaías ter anunciado o Filho de Deus como Maravilhoso, o Senhor Jesus veio a este mundo em forma humana. Agora conhecemos, por revelação divina, que Ele é, de fato, maravilhoso em Sua Pessoa. João declarou: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” (João 1:14).

No entanto, nenhuma mente pode compreender completamente, nenhum coração pode sentir completamente, e nenhuma caneta pode descrever adequadamente quão maravilhoso Ele realmente é. Quanto mais o coração O considera, mais maravilhoso Ele parece.

Ainda maior e mais maravilhoso é o fato dEle ter ido até a cruz e “se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave” (Efésios 5:2).

  • Seu nome é Maravilhoso!
  • Ele é uma Pessoa maravilhosa!
  • Sua glória é maravilhosa!
  • Sua obra é maravilhosa!

Temos um maravilhoso Salvador. Que esse pensamento se torne em louvor e adoração a Ele hoje.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para o Domingo

“Então disse Faraó: Deixar-vos-ei ir, para que sacrifiqueis ao Senhor vosso Deus no deserto; somente que, indo, não vades longe; orai também por mim” [1]

Esta foi a resposta de Faraó ao pedido de Moisés para deixar os filhos de Israel irem “três dias ao deserto, para que sacrificassem ao Senhor nosso Deus, como ele lhes disser” [2]. Os “três dias” falam da morte e ressurreição, e Deus quer que aqueles que foram “resgatados… com o precioso sangue de Cristo” [3] “considerem-se certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor” [4]. Satanás nos dirá, no que diz respeito a nossa separação: “Não vades longe” [1]. Em outras palavras: “Não seja muito espiritual”. Mas Deus diz: “Vá caminho de três dias ao deserto”, lembrando que pela “cruz de nosso Senhor Jesus Cristo… o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo” [5]. “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” [6]. “E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as” [7].

Quão perto do mundo posso andar,
E ainda assim trazer glória a Deus?
O mundo que crucificou o Filho de Deus
E que odeia aqueles que em Sua Palavra confiam.

[1] Êxodo 8:28; [2] Êxodo 8:27; [3] 1 Pedro 1:18-19; [4] Romanos 6:11; [5] Gálatas 6:14; [6] Romanos 12:1–2; [7] Efésios 5:11

Diário do Cristão para o Sábado

Agora

Há sempre urgência quando se fala do evangelho. O tempo de Deus é sempre AGORA! Não amanhã, não depois, mas AGORA! Aqui estão alguns versículos da Bíblia que nos dão um senso dessa urgência:

“EIS AQUI AGORA o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação” (2 Coríntios 6:2).

“VINDE AGORA, e raciocinemos juntos, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles serão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, serão como a lã” (Isaías 1:18, KJV).

“LEMBRA-TE AGORA do teu Criador nos dias da tua juventude, enquanto não chegam os maus dias, nem cheguem os anos, dos quais venhas a dizer: Não tenho neles prazer” (Eclesiastes 12:1, KJV).

“APEGA-TE AGORA a Ele, e fique em paz: assim te sobrevirá o bem” (Jó 22:21).

Quão importante é ser salvo, e ser salvo AGORA!

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para o Sábado

“Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo; porquanto os dias são maus” [1]

“Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz” [2]. “E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente” [3], pois “se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” [4], assim “para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus” [5]. “Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele” [6], pois “fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida” [7]. “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne” [8]. Assim, “andeis como é digno da vocação com que fostes chamados” [9], e “vos conduzísseis dignamente para com Deus, que vos chama para o seu reino e glória” [10]. “Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou” [11].

Se andarmos em novidade de vida,
Olhando atentamente como pisamos,
Nós o honraremos e glorificaremos,
Nosso Senhor que ressuscitou dos mortos.

[1] Efésios 5:15‑16; [2] Efésios 5:8; [3] Efésios 4:17; [4] 1 João 1:6‑7; [5] Colossenses 1:10; [6] Colossenses 2:6; [7] Romanos 6:4; [8] Gálatas 5:16; [9] Efésios 4:1; [10] 1 Tessalonicenses 2:12; [11] 1 João 2:6

Diário do Cristão para a Sexta-Feira

Um Espírito Implacável

“Toda a amargura, e ira, e cólera, e gritaria, e blasfêmia e toda a malícia sejam tiradas dentre vós” (Efésios 4:31).

Um espírito implacável é como o ácido, destrói até o recipiente no qual está contido. Corrói uma pessoa até que haja tanta amargura que faz com que a pessoa fale coisas que não deveria. Pode fazer uma pessoa dizer coisas difamatórias que muitas vezes causam um dano permanente. Em alguns casos, pode até mesmo causar ações e criar feridas e sentimentos que nunca mais podem ser desfeitos.

Os versículos seguintes das Escrituras nos dão o remédio para tais ocasiões, e, se seguidos, um espírito implacável e amargo nunca criaria raízes em nossa vida:

“Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo” (Efésios 4:32).

“Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também” (Colossenses 3:13).

Busquemos ser como Daniel, que apesar de tudo, está registrado como tendo “um espírito excelente” (Daniel 6:3).

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“E edificava-se a casa com pedras preparadas, como as traziam se edificava; de maneira que nem martelo, nem machado, nem nenhum outro instrumento de ferro se ouviu na casa quando a edificavam.” [1]

As pedras para o templo de Salomão eram preparadas com o tamanho e forma corretos antes de serem trazidas para o local do templo, e “como as traziam se edificava”. Atualmente, Deus também está construindo um templo, um templo feito de “pedras vivas… edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo” [2]. Nós, crentes, “como pedras vivas”, estamos sendo “edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor” [3]. Um dia, essas pedras serão trazidas na “vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e… nossa reunião com ele” [4], e então será visto que cada “pedra viva” foi dantes “preparada”. É por isso que Deus às vezes permite que Seus redimidos sejam “em tudo… atribulados… perplexos… perseguidos… abatidos” [5]. Então “não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse; mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis” [6].

Um templo feito de pedras vivas
Deus assim nos designou para ser,
Moldados pelas pressões desta vida,
Preparados para a eternidade.

[1] 1 Reis 6:7; [2] 1 Pedro 2:5; [3] Efésios 2:20‑21; [4] 2 Tessalonicenses 2:1; [5] 2 Coríntios 4:8‑9; [6] 1 Pedro 4:12‑13

Diário do Cristão para a Quinta-Feira

Nutrição

“Folguei (regozijei-me) tanto no caminho dos teus testemunhos, como em todas as riquezas” (Salmos 119:14).
“Oh! quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia” (Salmos 119:97).
“Oh! quão doces são as tuas palavras ao meu paladar, mais doces do que o mel à minha boca” (Salmos 119:103).

Aqui estão três citações que li recentemente, e que pensei serem muito úteis no que diz respeito à necessidade de ler a Palavra de Deus como alimento para nossa vida espiritual.

  • Não aqueles que comem mais, mas os que digerem mais são os mais bem nutridos.
  • Não aqueles que ganham/recebem mais, mas os que guardam mais são os mais ricos.
  • Assim também, não aqueles que ouvem mais, ou leem mais, mas aqueles que meditam mais, são os mais edificados, nutridos e enriquecidos em sua alma.

Você lê a Bíblia todos os dias e medita nelas, e desfruta do que está lendo? Se você o fizer, será um(a) cristã(o) rico(a) e bem nutrido(a), com crescimento espiritual constante.

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Ao que distribui mais se lhe acrescenta, e ao que retém mais do que é justo, é para a sua perda” [1]

“Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” [2]. “Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes” [3]. Assim, “honra ao Senhor com os teus bens, e com a primeira parte de todos os teus ganhos; e se encherão os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares” [4]. “A alma generosa prosperará e aquele que atende também será atendido” [5]. “E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria” [6]. “Há alguns que se fazem de ricos, e não têm coisa nenhuma, e outros que se fazem de pobres e têm muitas riquezas” [7]. “Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber” [8].

O que guardamos no céu
Está seguro para sempre;
Não pode estragar ou ser roubado;
Ladrões não podem nessa porta entrar.

[1] Provérbios 11:24; [2] Mateus 6:19‑21; [3] 1 Timóteo 6:7‑8; [4] Provérbios 3:9‑10; [5] Provérbios 11:25; [6] 2 Coríntios 9:6‑7; [7] Provérbios 13:7; [8] Atos 20:35

Diário do Cristão para a Quarta-Feira

O Cardápio de Deus

“[Eu] vos tenho dado a comer” (Êxodo 16:32).

Ontem à noite, eu e mais três pessoas fomos a um restaurante. Foi-nos entregue um cardápio com muitas opções e algo para agradar o paladar de cada um na mesa. Todos pedimos um prato diferente, e desfrutamos juntos a refeição e o tempo de comunhão cristã.

A Palavra de Deus é como um cardápio inesgotável de comida espiritual. Jó disse: “As palavras da sua boca guardei mais do que a minha porção” (Jó 23:12). Há algo para todos, não importa em que estágio estamos em nossa vida cristã. Podemos ter sido salvos recentemente. “Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo” (1 Pedro 2:2). Podemos ser mais maduros em nossa experiência cristã. “O mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal” (Hebreus 5:14). Qualquer que seja nosso nível de crescimento, qualquer que seja nossa necessidade, há um cardápio de comida e bebida espiritual na ponta de nossos dedos, e tudo é abundantemente fornecido sem custo algum — ao contrário das refeições no restaurante ontem à noite. Alimente-se da Palavra de Deus todos os dias!

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Quem há entre vós que tema ao Senhor e ouça a voz do seu servo? Quando andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no nome do Senhor, e firme-se sobre o seu Deus” [1]

Tempos de perplexidade chegam à vida de todos os filhos de Deus, quando não sabemos que caminho devemos tomar, nem o que deveríamos fazer. O versículo acima não se aplica a alguém que recusa a vontade de Deus, mas a alguém “que teme ao Senhor e ouve a voz do seu servo” [1], que é o Senhor Jesus Cristo. Ele disse: “Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” [2]. Há momentos em que precisamos ter luz imediata sobre uma situação, e oramos: “Inclina para mim os teus ouvidos, livra-me depressa” [3]. Em outras ocasiões, para nosso bem e glória dEle, Ele nos permite ficar “em trevas” e sem “luz nenhuma”. Em momentos como esses: “Tu acenderás a minha candeia; o Senhor meu Deus iluminará as minhas trevas” [4]. Tome cuidado para não tentar fazer sua própria luz pela sabedoria e ingenuidade humana. “Eis que todos vós, que acendeis fogo, e vos cingis com faíscas, andai entre as labaredas do vosso fogo, e entre as faíscas, que acendestes. Isto vos sobrevirá da minha mão, e em tormentos jazereis” [5]. Portanto, “espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera, pois, no Senhor” [6].

Estamos tateando na escuridão,
Sem nenhuma luz para nos mostrar o caminho?
Espere no “Deus de toda graça”;
Ele transformará sua noite em dia.

[1] Isaías 50:10; [2] João 8:12; [3] Salmo 31:2; [4] Salmo 18:28; [5] Isaías 50:11; [6] Salmo 27:14