Êxodo 31:1-18

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)
 
 
Vamos observar em nossa passagem a sucessão de verbos: Eu tenho chamado por nome, (Eu) o enchi do Espírito de Deus, de sabedoria, de entendimento. Tudo referente ao serviço é dirigido de cima, pelo próprio Deus. Nem mesmo Moisés era qualificado para escolher os trabalhadores. No livro de Atos, vemos o Espírito Santo designando Barnabé e Saulo para a obra a que Deus os estava chamando (Atos 13:2). Evidentemente, não cabe ao trabalhador decidir o que quer fazer. É Deus quem o chama, e é Ele quem o enche da sabedoria necessária. Deus deu a cada um uma medida de inteligência. Para que usamos a nossa? Talvez para aplicá-la aos estudos ou para ganhar uma vida boa. Mas o desejo do Senhor é para nós, sob a ação de Seu Espírito, usarmos todas as nossas faculdades no Seu serviço. 
 
Vemos neste capítulo, homens e mulheres especiais para o trabalho especial de edificar o tabernáculo (veja Marcos 13:23). Quando você é salvo pelo Senhor, já está preparado para a obra que Ele tem para você fazer, se tiver o desejo de obedecer (veja 2 Timóteo 2:21).  
Repare algumas belas observações. O Senhor diz, a respeito desses trabalhadores, “Eis que eu tenho chamado por nome… E o enchi do Espírito de Deus, de sabedoria… entendimento… ciência… lavor” (Leia 1 João 2:20; Efésios 1:8; 2 Timóteo 2:21). 
 
Finalmente, ainda é Deus quem junto com o serviço dá o descanso necessário a Seus servos. O Evangelho nos mostra o Senhor chamando Seus discípulos, enviando-os, e finalmente, ao voltarem, levando-os à parte para que descansem um pouco (Marcos 6:7 e 31). Aqui, o descanso toma a forma do sábado. “O sábado foi feito por causa do homem”, disse o Senhor Jesus (Marcos 2:27).  Veja sua importância (Leia Êxodo 16:23-26, pela primeira vez mencionado nas Escrituras). Significa “descanso decorrente de uma obra terminada”. A Criação nos diz isto (Gênesis 2:3). Em nosso capítulo, versículo 14… as consequências de desobedecer.  
No Cristianismo não guardamos o Sábado pois chegou a um final (leia Romanos 10:4). Jesus esteve morto durante todo o dia de Sábado e foi ressuscitado de entre os mortos na manhã do Domingo (o Dia do Senhor – João 20:1).  
O primeiro dia da semana é o “dia do crente” (leia Atos 20:7 para ver o que o crente deve fazer neste dia). Há uma nova criação (2 Coríntios 5:17). 
Agradeçamos a Deus pelo descanso que Ele nos concede. 
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.
Compartilhe...