O Filho de Deus

“E o centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor e disseram: Verdadeiramente, este era o Filho de Deus” (Mateus 27:54).

Um homem na crucificação foi convencido de quem era Jesus, o centurião. Ele havia testemunhado a zombaria, a tortura, a colocação dos cravos em suas mãos e pés, as três horas de trevas, o último clamor, o terremoto e ele testemunha aqui que considerava que Jesus era o Filho de Deus. Se ele realmente creu ou não no Senhor Jesus como seu próprio Salvador, não saberemos até chegarmos ao céu. Mas não há dúvida de que Jesus era quem Ele disse que era. Ele é realmente o Filho unigênito de Deus. João confirmou: “Sabemos que o Filho de Deus veio” (1 João 5:20 – KJV).

Quão maravilhoso é que assim O conhecemos hoje. Que possamos repetir como o apóstolo Paulo: “O Filho de Deus, que me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gálatas 2:20).

Baseado nos textos de Jim Hyland

Compartilhe...