Diário do Cristão para o Domingo

Rico e Pobre

“Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.” (2 Coríntios 8:9)

Esse versículo é um dos muitos que confirmam a eternidade da pessoa de Cristo. Podemos bem nos perguntar: “Quando Ele foi rico?” Certamente não foi neste mundo. Quando Ele esteve na Terra, Ele teve de dizer: “Mostrai-me uma moeda” (Lucas 20:24). Assim, temos de concluir que Ele era rico em uma eternidade passada quando habitava com Deus, Seu Pai. Aqui está o resumo disso: “De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz” (Filipenses 2:5-8). Que preciosa verdade esses versículos contêm! O Filho eterno deixando a glória para vir a Terra como nosso Salvador. Ele, que era de fato rico, não somente tornou-se materialmente pobre, como também foi à cruz e entregou Sua vida para que pudéssemos ter “as riquezas da sua glória” e “as riquezas da sua graça” (Efésios 3:16; 2:7).

Jim Hyland

Compartilhe...