Conforto das Escrituras para o Domingo

Estes são os animais que podereis comer… todo o que tem a unha fendida, de sorte que se divide em duas, o que rumina, esse podereis comer.

Aqui temos não somente as instruções de Jeová a Israel quanto a “fazer separação entre o imundo e o limpo, e entre os animais que se podem comer e os animais que não se podem comer”, mas também  “tudo que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito”. O animal limpo “tem a unha fendida… e rumina”.  Ambas as coisas devem ser verdade. Se o animal tivesse uma das características, mas não a outra, era imundo. Os pés e a boca devem, ambos, estarem corretos. Não é suficiente dizer que conhecemos e amamos o Senhor; nosso andar diário deve demonstrar isso. Nem também é suficiente tentar andar com retidão sem confessar o Senhor Jesus com nossa boca. “Vede diligentemente como andais, não como néscios, mas como sábios”. “Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne”. Deus chama os Seus a “andar… em novidade de vida”, e também que “a vossa palavra seja sempre com graça, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um”. Eles nos diz para “falar o que convém à sã doutrina” e a “fazer veredas direitas para os vossos pés, para que o que é manco não se desvie, antes seja curado”.

Nossos pés em caminhos de Sua escolha,
Nossos lábios cheios de palavras de Sua graça,
Apontarão os outros a Cristo Jesus,
Que salva todos os que olham para Sua face.

Levítico 11:2,3 ~ Levítico 11:47 ~ Romanos 15:4 ~ Efésios 5:15 ~ Gálatas 5:16 ~ Romanos 6:4 ~ Colossenses 4:6 ~ Tito 2:1 ~ Hebreus 12:13

Compartilhe...