Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” [1]

Se quisermos ter liberdade do domínio do pecado em nossa vida, é necessário que “permaneçamos na Palavra” [1]. Assim, “conhecereis a verdade”, e “Tua palavra é a verdade” [2]. “Permanecer” é o mesmo que “habitar”, “ficar”, “continuar”. “Permanecer na Palavra” dEle é permitir que “a palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria” [3], pois “a entrada das tuas palavras dá luz, dá entendimento aos símplices” [4]. Portanto, “tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado… as sagradas Escrituras” [5]. Pois “os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro, e ilumina os olhos… Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos. Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa” [6, 7]. Caro leitor cristão, o quanto a Palavra de Deus significa pra você? Manifestamos nosso amor pelo Senhor por nosso amor por Sua Palavra. Podemos verdadeiramente dizer a ele que “os teus testemunhos são o meu prazer e os meus conselheiros”? [8]

“Tua palavra é uma lâmpada” para mim,
Para “guiar-me na Tua verdade”,
“Alegrando o coração” dia após dia,
E de que eu O amo é prova.

[1] João 8:31-32; [2] João 17:17; [3] Colossenses 3:16; [4] Salmo 119:130; [5] 2 Timóteo 3:14-15; [6] Salmo 19:8; [7] Salmo 19:10-11; [8] Salmo 119:24

Compartilhe...