Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.” [1]

Quão longe estávamos antes de conhecermos a graça de Deus “em Cristo Jesus”. Nós estávamos “mortos em ofensas e pecados… [e] andávamos segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência; entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também” [2]. Nós não tínhamos “esperança, e [estávamos] sem Deus no mundo” [3], “e todas as nossas justiças [eram] como trapo da imundícia” [4]. Mas por simples fé no Salvador, o Senhor Jesus Cristo, passamos “da morte para a vida” [5] e fomos trazidos perto “pelo sangue de Cristo” [1]. Quão perto? Ele “nos fez agradáveis (aceitos) a si no Amado” [6], e “qual ele é, somos nós também neste mundo” [7]. “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele” [8]. Está escrito que “assim o que santifica, como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos” [9]. Nosso grande sumo sacerdote orou “para que o mundo conheça que Tu me enviaste a Mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a Mim” [10].

Os que são Seus são amados como Ele é amado,
Pois estamos nEle diante de Deus,
“Aceitos no Amado”,
E perdoados de todos os nossos pecados.

[1] Efésios 2:13; [2] Efésios 2:13; [3] Efésios 2:12; [4] Isaías 64:6; [5] João 5:24; [6] Efésios 1:6; [7] 1 João 4:17; [8] 1 João 3:1; [9] Hebreus 2:11; [10] João 17:23

Compartilhe...