Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.

O cristão deveria ter muito cuidado na escolha de seus amigos, pois não há dúvida de que as más amizades e companhias corrompem a moral de uma pessoa, e assim também toda sua vida. Com certeza, nas interações dos negócios diários da vida, não podemos evitar ter contato “com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo”. Mas isto é muito diferente de ter tais pessoas como nossos amigos íntimos, e não devemos “comunicar com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as [reprovai-as]”. Então “não te ponhas a caminho com eles; desvia o teu pé das suas veredas”, pois “que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente… Por isso saí do meio deles, e apartai-vos”, para assim “andares pelos caminhos dos bons, e te conservares nas veredas dos justos”. Escolha para amigos aqueles para quem você possa dizer: “Engrandecei ao Senhor comigo; e juntos exaltemos o seu nome”. Seja “companheiro de todos os que te temem e dos que guardam os teus preceitos”.

Andai, pois, com aqueles que amam o Seu nome,
Que buscam Sua honra e louvor,
Cujos corações são corretos diante de Deus e dos homens,
Que O buscam em todos os seus caminhos.

1 Coríntios 15:33 ~ 1 Coríntios 5:10 ~ Efésios 5:11 ~ Provérbios 1:15 ~ 2 Coríntios 6:15-17 ~ Provérbios 2:20 ~ Salmos 34:3 ~ Salmos 119:63

Compartilhe...