Gênesis 48:8-22

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)

As 12 tribos de Israel eram as famílias dos 12 filhos de Jacó. Mas não havia uma tribo de José! Todavia algo melhor aconteceu. Os dois filhos de José foram elevados a esta honra. Naqueles dias o filho mais velho recebia o dobro dos outros (Deuteronômio 21:17). Mas José não era o filho mais velho! Abra em 1 Crônicas 5:1 e você verá que José recebeu a primogenitura e o porquê disso! Assim ele recebeu porção dobrada. Leia também Ezequiel 47:13. Adão foi como o primogênito, mas por haver pecado, perdeu a bênção. O Senhor Jesus (sendo como o segundo – 1 Coríntios 15:47) recebeu a porção dobrada… a igreja, Sua esposa, composta de dois povos, os Judeus crentes e os Gentios crentes. 

“Pela fé, Jacó, próximo da morte, abençoou cada um dos filhos de José” (Hebreus
11:21). Ao dar ao mais novo a bênção do mais velho e vice-versa, seus pensamentos devem ter se voltado ao triste incidente do capítulo 27. Agora ele está cego, como Isaque também estava. Porém, mesmo estando cego, ele podia enxergar melhor! Às vezes quando somos mais cegos para as coisas deste mundo, vemos melhor as coisas de Deus (2 Coríntios 4:18). Jacó sabia melhor que José discernir o pensamento de Deus. Jacó nunca andou tão bem como quando estava coxo e nunca viu tão bem como quando estava cego. Ele chama “o Deus que me guiou por toda a minha vida até hoje” (Versão Darby) (N. do T.: Deus foi seu pastor.
Esse “guiou” tem o sentido de “pastoreou” como uma ovelha). 
Por experiência própria, ele conhecia o trabalho e as dificuldades de um pastor (Gênesis 31:38-40). Agora ele se coloca no lugar da ovelha e percebe o cuidado paciente do qual ele era o objeto por parte de seu Pastor. Como Jacó, Davi aprendeu apascentando as “ovelhas de seu pai” (1 Samuel 17:34). Mais tarde, ele foi chamado para apascentar Israel (2 Samuel 7:7-8). Além disso, ele escreveu o Salmo 23: “O Senhor é o meu pastor”. 

Cada um de nós conhece o doce nome pelo qual o Senhor Jesus se chama: “Eu sou o bom pastor” (João 10:11, 14). Nome que Ele justificou dando Sua vida por Suas queridas ovelhas, cuidando e conduzindo-as como Deus guiou Jacó por toda a sua vida sem que ele soubesse. 

Nos versículos 15 e 16, vimos o final feliz para a longa vida de Jacó, e que bela coisa para se dizer do cuidado de Deus para com ele.

Cada um de nós pode dizer como Jacó e Davi, “Ele é meu Pastor”?

Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.

Compartilhe...