Gênesis 46:1-34

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)

Até agora estamos vendo o amor de José pelos seus irmãos e a grandeza do seu perdão, mais do que toda a sua glória e todas as suas riquezas. Para aqueles entre nós que vivem em uma família com irmãos e irmãs, aqui está a oportunidade de aprender uma comovente lição de amor e paciência. Mas o amor de José pelo seu pai Jacó, o seu respeito, a sua bondade, a sua pressa em vê-lo, a sua ânsia em colocar-se a sua disposição, também são um exemplo para nós. É assim que amamos e respeitamos nossos pais?

A família de Israel começa passando por Berseba (versículo 1) onde estava o poço do juramento! (Gênesis 21:31) Jacó adorou a Deus antes de sair da terra.

As promessas são confirmadas a Jacó por um Deus fiel. “Não temas descer ao Egito” (versículo 3, compare Isaías 41:14). Deus responde, e lhe assegura que sua família se tornaria uma grande nação, também assegura a Sua presença. Mas o melhor de tudo, Ele lhe assegura que o fará subir outra vez (João 13:3). Que mudança em Jacó! Antes impulsionado por seus próprios desejos e agora temendo dar um passo sem Deus. O Senhor pode sempre nos acompanhar por todos os lugares aonde vamos?

No versículo 28, Judá outra vez é o escolhido para ir na frente (Zacarias 10:6), e encontrar José. A tribo de Judá está hoje de volta à terra de Israel. Eles serão os primeiros a darem as boas-vindas ao Senhor Jesus quando Ele voltar para reinar sobre a terra.

Depois, o encontro comovente com seu amado filho, o próprio José vai ao encontro deles (Isaías 66:15), ele preparou tudo cuidadosamente para o conforto de sua família. “Vou preparar-vos lugar”, prometeu o Senhor Jesus, “para que, onde eu estiver, estejais vós também” (João 14:2-3).

Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.

Compartilhe...