Êxodo 7:14-25

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)
 
 
Se os egípcios não deram ouvidos aos dois primeiros sinais, o Senhor disse a Moisés, então haverá um terceiro realmente solene: o da água sendo transformada em sangue. A água nos fala do que é refrescante e dá vida, enquanto o sangue derramado é a morte. Além disso, para os povos pagãos como os egípcios por exemplo, a água sempre teve um caráter de limpeza e purificação corporal, mas sabemos que não poderia fazer nada para alma. Com esta fonte tocada pelo poder de Deus, ficando morta e fétida, com o que se purificariam? As pragas foram calculadas para ferir mais intensamente o que constituía sua religião. Os egípcios supunham que o Nilo era o grande emblema terrestre de um de seus deuses, então transformar o Nilo em um lugar de morte e repulsa foi humilhante para eles. Deus está lidando com seus deuses, bem como o povo e seus hábitos. 
A Palavra foi dada ao homem para lhe trazer vida. Mas se ele não recebe e se recusa a crer, a mesma Palavra se tornará para ele juízo e morte (leia João 12:48). Hoje ela proclama graça, mas também juízo para aqueles que não a recebem. Todo mundo vai ao encontro dela de uma maneira ou de outra, agora para a vida ou mais tarde para a morte! 
O que o SENHOR falou se cumpriu para os egípcios. O Nilo, a artéria vital de seu país, e do qual haviam feito um deus para si, tornou-se agora objeto de aversão e repulsa. O sangue enche o rio, os canais, os lagos e até mesmo seus tanques. Todas as fontes em que o mundo sacia sua sede se tornaram envenenadas e mortíferas (versículo 18). Vamos evitar de beber delas!  
O Senhor começa a derramar Seus grandes castigos sobre toda a terra do Egito. Mas os homens sob o poder de Satanás (versículo 22) também fazem grandes coisas, e o rei continua a não dar atenção ao Senhor. Faraó estava tão endurecido de coração (versículo 23) que nem mesmo se sentiu incomodado pelos problemas de seu próprio povo enquanto este buscava água para poder beber. Pelo poder de Satanás eles imitaram o que trouxe a morte e o único resultado que conseguiram foi aumentar a miséria do povo. Eles teriam feito muito melhor se tivessem mostrado a sua habilidade alterando o sangue em água. Mas isso eles eram incapazes de fazer. Foi o Senhor em Sua misericórdia Quem interrompeu este primeiro castigo (versículo 25).
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.
Compartilhe...