Êxodo 28:1-14

 
(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)
 
 
Um capítulo muito importante para todos nós procurarmos entender. Pode ser o início de uma mudança em sua vida cristã. Este capítulo fornece grandes detalhes sobre as vestes que Arão, o Sumo Sacerdote, vestia quando entrava no “santíssimo lugar”, isto é, na presença de Deus.  
 
Então por que razão Deus usa um capítulo inteiro para nos falar das vestes de Aarão?  
 Porque Ele quer que entendamos o que elas significam hoje.  
Vamos tratar delas uma de cada vez. Arão é uma figura de Cristo como nosso Sumo Sacerdote agora no céu (Hebreus 9:25).  
Sua obra na cruz aqui na Terra está terminada.  
Ele é perfeito e temos uma perfeita posição diante de Deus tanto quanto Ele tem! (Hebreus 10:14). 
 
TODAVIA, somos fracos e precisamos de outra obra para nós enquanto estamos aqui na Terra. Então vamos abrir em Hebreus 8:1; Hebreus 8:6; Hebreus 9:11; Hebreus 9:24; Hebreus 10:21-22 e Romanos 5:10. Cada passagem nos fala de uma obra diferente que Ele está fazendo por nós no céu. 
 
Nossa debilidade e nossas falhas são as mesmas que nos mostram a Sua graça em viver e rogar por nós. O Sumo Sacerdote (Cristo) vai até Deus por nós, mesmo antes de falharmos! Agora vamos ver nosso capítulo. Estas vestes (há 7 delas mencionadas – versículos 4 e 36) deviam ser sempre vestidas quando Arão entrasse na presença de Deus (havia uma exceção).  
Ele representava o povo quando estava com Deus no “santíssimo lugar”.  
 
As 7 vestes representavam, cada uma, uma figura do que Cristo é e está fazendo AGORA por nós.  
Ele não está completo sem nós (Efésios 1:23); nós não estamos completos sem Ele (Colossenses 2:10). 
 
Aarão devia ser um servo (ministro) diante de Deus, é uma figura de Cristo no seu caráter do Sumo Sacerdote. Ele era o “porta-voz” do povo ante Jeová, como Cristo é agora diante de Deus, o representante daqueles que pertencem a Ele. Sua vestimenta nos fala em tipo de tudo o que se relaciona com o serviço que Jesus realiza no céu em favor de Seu povo redimido. Que o Espírito Santo nos dê “sabedoria de coração” (versículo 3) para podermos examinar as diferentes partes da sua vestimenta. De fato, elas ilustram ao mesmo tempo os atributos gloriosos de nosso Sumo Sacerdote, e também as verdades que nos tocam de perto. 
 
O éfode, uma espécie de túnica sem mangas, era o elemento essencial e mais característico de tudo. Semelhante ao véu, era tecido e bordado com fios de diferentes cores, cujo significado já nos referimos. Ao contrário do véu, incluía fios de metal dourado, importante adição. Duas ombreiras, agindo como ganchos que uniam as partes dianteira e traseira do éfode, completava esta peça da roupa, e sobre elas eram colocadas pedras ônix engastadas em ouro (versículo 11) como um memorial, de maneira permanente, os nomes das doze tribos de Israel. Uma bela imagem da maneira pela qual Jesus sustenta e leva Seus redimidos. Eles são conhecidos por nome e estão constantemente em Seus pensamentos (Lucas 15:5). E, ainda mais do que isso, eles fazem parte de sua beleza, Sua glória e honra (versículo 2, as mesmas palavras que descrevem Cristo em Hebreus 2:7).
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.
Êxodo 28:4 
 
As vestes: 
(1) O peitoral. Descrito com mais detalhes em Êxodo 28:15-21. Quando Aarão entrasse no “santíssimo lugar”, cada uma das 12 pedras iria brilhar com uma cor diferente. Ele usava isso sobre seu peito de amor. Você e eu, individualmente, somos amados cada um de uma maneira individual por Cristo na presença de Deus.  
(2) O Éfode. Parece ser uma veste que era enrolada ao redor do corpo.  
(3) O Manto, veja vers. 32. Este versículo nos lembra da túnica que o Senhor usou (João 19:23) que pode ser Sua divindade indivisível.  
(4) A Túnica. Cobria tudo como uma túnica.  
(5) A Mitra, para cobrir a testa, tinha uma placa de ouro puro (Êxodo 28:36-38). Apesar de sermos com frequência impuros em nossos pensamentos e obras, Cristo nos apresenta como perfeitos e santos diante de Deus! Será que estas coisas tocam nosso coração?  
(6) Cinto. Como um cinturão. Ele segurava as vestes em seu caimento de modo a sugerir um serviço ativo (Isaías 11:5). 
Conte quantas vezes a palavra “nomes” ou “nome” aparece. Deus olha para cada crente em Cristo com o mesmo prazer e favor que Ele olha para o próprio Cristo.
 Norman Berry
Compartilhe...