Êxodo 26:1-14

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)
 
Depois destes três objetos (a arca, a mesa e o castiçal), vem a descrição do tabernáculo propriamente dito (em hebraico: מִשְׁכַּן, mishkan, “residência” ou “habitação”). Era uma estrutura de tábuas que formavam três paredes sobre as quais se estendiam quatro coberturas sobrepostas, cada uma composta por várias cortinas. A primeira cobertura, chamada o tabernáculo, era colocada no lado de baixo e formava o teto. Somente podia ser vista no interior do santuário e o sacerdote tinha que olhar para cima! Todos os crentes no Senhor Jesus são sacerdotes (1 Pedro 2:5). Ela era tecida com fios de diferentes cores, semelhantes as que encontramos no véu (versículo 31) e no éfode do sumo sacerdote (Êxodo 28:5). Cada uma dessas cores destaca uma glória particular de Cristo. O linho fino torcido sempre ilustra Sua humanidade perfeita, o azul Seu caráter celestial, o púrpura Sua glória universal e, finalmente, o escarlate Sua realeza sobre Israel (glória terrena ainda por vir). As laçadas de azul e os colchetes de ouro que uniam as cortinas nos recordam os laços celestiais e divinos unindo os remidos. A segunda cobertura (a tenda) de pelos de cabra, a terceira de peles de carneiro tingidas de vermelho. Essa cobertura de carneiro citada no versículo 14 tem algumas características interessantes:  
(A) só aparece em meio versículo,  
(B) sem indicação de tamanho,  
(C) sem menção a laçadas, e  
(D) que não era vista.  
O carneiro era o animal da consagração para o sacerdote (Êxodo 29:15-28).  
(A) Uma figura indescritível da devoção de Cristo a Deus.  
(B) Quem jamais poderia medir o que Cristo significou em devoção a Deus!  
(C) Sua Pessoa jamais poderia ser dividida, Ele é Deus.  
(D) Somente Deus poderia ver e avaliar a devoção de Seu bem-amado Filho! 
 
A quarta cobertura era de peles de texugo, essas coberturas sugerem separação, consagração (Êxodo 29:27) e vigilância. Estas coberturas protegiam toda a construção. Cristo é Aquele que esconde de um Deus três vezes santo tudo aquilo que em nós é ofensivo a Ele (Romanos 5:10). Deus encontrou essas virtudes na vida de Jesus neste mundo e Sua vontade é que elas sejam igualmente visíveis agora na vida de Seus filhos.
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.
Compartilhe...