Os Doze Apóstolos – Parte 3

Judas Iscariotes

Judas será para sempre lembrado como traidor do Senhor Jesus. “Judas, que o traiu” (Mateus 26:25). Ele era também o tesoureiro dos discípulos, conforme indicado pela declaração: “Judas tinha a bolsa” (João 13:29).
Ele é chamado “o filho da perdição” (João 17:12).

É importante ter em mente que Judas andou com o Senhor e os outros onze apóstolos por mais de três anos, e isso não mudou em nada seu coração. Ele ouviu as mesmas palavras, viu os mesmos milagres, foi tratado com o mesmo amor, mas permaneceu um pecador endurecido até o fim de seus dias, e deixando-se aberto como um candidato para Satanás entrar nele e usá-lo como instrumento para realizar o terrível ato de traição.

Depois disso, ele se enforcou por causa do remorso, mas certamente não havia arrependimento. “Judas por transgressão caiu, para ir ao seu próprio lugar” (Atos 1:25). Em outras palavras, ele foi para uma eternidade perdida! Após sua morte, ele foi substituído por Matias, como mencionado em Atos 1:26.

A vida de Judas Iscariotes é uma advertência para qualquer um que se pareça como seguidor de Cristo e verdadeiramente não é, mas simplesmente um impostor ou mero professo. A verdade será revelada no final.

Baseado nos escritos de Jim Hyland

Compartilhe...