Conforto das Escrituras para o Sábado

“Que um outro te louve, e não a tua própria boca; o estranho, e não os teus lábios” [1]

“A multidão dos homens apregoa a sua própria bondade, porém o homem fidedigno quem o achará?” [2] “Comer mel demais não é bom; assim, a busca da própria glória não é glória” [3]. Que nós, que conhecemos o Senhor, não sejamos como Simão, o feiticeiro, “dizendo que era uma grande personagem” [4], mas em vez disso lembremo-nos das palavras de nosso Salvador: “Todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal; e, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo; bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos” [5]. Não somente não devemos louvar-nos a nós mesmos, mas quando recebemos qualquer louvor vindo dos outros, não devemos “nos ensoberbecer a favor de um contra outro. Porque… que tens tu que não tenhas recebido?” [6] “Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor” [7]. “Estes que se medem a si mesmos, e se comparam consigo mesmos, estão sem entendimento” [8]. “Porque não é aprovado quem a si mesmo se louva, mas, sim, aquele a quem o Senhor louva” [9].

Pela graça de Deus “sou o que sou”,
“Porque… em mim… não habita bem algum”,
Mas Ele, em maravilhosa misericórdia
Tudo de bom trouxe através de nosso Senhor.

[1] Provérbios 27:2; [2] Provérbios 20:6; [3] Provérbios 25:27; [4] Atos 8:9; [5] Mateus 20:26-28; [6] 1 Coríntios 4:6-7; [7] 1 Coríntios 4:5; [8] Coríntios 10:12; [9] 2 Coríntios 10:18

Compartilhe...