Conforto das Escrituras para o Domingo

“Aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.”

Assim disse nosso bendito Senhor. Ele disse também: “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos”, “pois [Ele] fartou a alma sedenta, e encheu de bens a alma faminta”. Lemos que nosso Salvador também disse que “se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre”. “Ó VÓS, todos os que tendes sede, vinde às águas, e os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde, comprai, sem dinheiro e sem preço, vinho e leite”. Nossa reação deve ser: “Estendo para ti as minhas mãos; a minha alma tem sede de ti, como terra sedenta”. “Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus?” E Sua resposta é: “Derramarei água sobre o sedento”, e “o Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos… e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam”.

Ele, a Fonte de águas vivas,
Pede-nos que venhamos a Ele e tomemos;
Ele apagará nossos anseios mais profundos;
Ele, nossa mais profunda sede satisfará.

João 4:14 ~ Mateus 5:6 ~ Salmos 107:9 ~ João 7:37-38 ~ Isaías 55:1 ~ Salmos 143:6 ~ Salmos 42:1-2 ~ Isaías 44:3 ~ Isaías 58:11

Compartilhe...