Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“A discrição do homem fá-lo tardio em irar-se; e sua glória está em esquecer ofensas.” [1]

“Melhor é o que tarda em irar-se do que o poderoso, e o que controla o seu ânimo do que aquele que toma uma cidade” [2], e “o que se indigna à toa fará doidices, e o homem de maus intentos será odiado” [3]. “Honroso é para o homem desviar-se de questões, mas todo tolo é intrometido” [4], e o “homem de grande ira tem de sofrer o castigo; porque se o livrares, terás de o fazer de novo” [5], pois seu temperamento o coloca continuamente em aflição. Assim “o longânimo é grande em entendimento, mas o que é de espírito impaciente mostra a sua loucura” [6]. Portanto “todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” [7]. Por outro lado, “aquele que encobre a transgressão busca a amizade, mas o que revolve o assunto separa os maiores amigos” [8]. Então, “sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados” [9], pois “o ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados” [10]. Então, “se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe pão para comer; e se tiver sede, dá-lhe água para beber; porque assim lhe amontoarás brasas sobre a cabeça; e o Senhor to retribuirá” [11].

Palavras ditas sem pensar e com ira
Carregam com elas ferida e ferroada;
Aquele que as fala, as ceifará;
Tristeza ao seu coração elas trarão.

[1] Provérbios 19:11; [2] Provérbios 16:32; [3] Provérbios 14:17; [4] Provérbios 20:3; [5] Provérbios 19:19; [6] Provérbios 14:29; [7] Tiago 1:19-20; [8] Provérbios 17:9; [9] 1 Pedro 4:8; [10] Provérbios 10:12; [11] Provérbios 25:21‑22

Compartilhe...