Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis” [1]

Deus não é como nós. Nos esquecemos daquilo que gostaríamos de lembrar, e nos lembramos do que gostaríamos de esquecer. Não é assim com Deus. No que diz respeito aos pecados de todos aqueles que confiaram em Seu Filho, Ele diz: “Jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniquidades” [2]. Mas no que diz respeito ao que fazemos para Ele e para Seu povo, por Sua graça capacitadora, nem uma só coisa será esquecida, “porque Deus não é injusto para se esquecer” [1]. Nosso Senhor disse: “Porquanto, qualquer que vos der a beber um copo de água em meu nome, porque sois discípulos de Cristo, em verdade vos digo que não perderá o seu galardão” [3]. Ele não se esquecerá de Seu povo. “Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti” [4]. Tampouco esquecerá nossas orações, pois “não se esquece do clamor dos aflitos” [5]. E Ele não vai “se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor” [1]. Pode ser um trabalho de oração pelo povo de Deus, como Paulo disse aos colossenses que Epafras estava “combatendo sempre por vós em orações” [6]. Seja o que for, “cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer” [7].

Apenas “um copo de água”,
Dado em nome do Senhor,
Nos encontrará em Sua própria presença,
Digno de receber uma recompensa.

[1] Hebreus 6:10; [2] Hebreus 10:17; [3] Marcos 9:41; [4] Isaías 49:15; [5] Salmos 9:12; [6] Colossenses 4:12; [7] Efésios 6:8

Compartilhe...