Êxodo 29:1-18

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)
 
 
Já destacamos anteriormente que Arão e seus filhos representam Cristo e a Igreja (cada crente individual em Cristo). Como Arão representa Jesus, ele é ungido separadamente e não é necessário sangue (versículo 7). Acompanhado de seus filhos, vemos Cristo ali com os Seus. Em virtude de sua relação com Jesus, o grande Sumo Sacerdote no céu, os crentes estão associados com Cristo para apresentar sacríficos de louvor a Deus. Mas antes de estarem em posição de exercer seu cargo, Aarão e seus filhos deviam ser preparados para isso. Sacrifícios foram preparados para eles. Eles tinham que se aproximar da entrada do tabernáculo e serem lavados com água (versículo 4 – observe que eles não poderiam fazer isso por eles mesmos). Então eles recebem as novas vestes descritas no capítulo 28.  
 
Moralmente, hoje, as mesmas coisas são essenciais antes de qualquer serviço cristão. É necessário primeiro irmos a Deus com o sacrifício “mais excelente” que expia pelos nossos pecados. Então a “lavagem pela água” é necessária, uma função realizada pela Palavra se Deus (Hebreus 10:22, Tito 3:5).  
A lavagem da água tornava Arão simbolicamente aquilo que Cristo é intrinsecamente, isto é: santo. A Igreja é santa em virtude de estar ligada a Cristo na vida de ressurreição. Ele é a definição perfeita daquilo que ela é perante Deus. O ato cerimonial da lavagem da água representa a ação da palavra de Deus (veja Efésios 5:26). 
“E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade” (João 17:19), disse o Senhor Jesus. Separou-Se para Deus no poder de uma perfeita obediência, orientando-Se em todas as coisas, como homem, pela Palavra, mediante o Espírito eterno, a fim de que todos aqueles que são d’Ele pudessem ser inteiramente separados pelo poder moral da verdade. 
 
Finalmente é necessário que nosso corpo limpo se vista de roupas limpas. 
Zacarias 3:3-5 nos mostra um sacerdote, Josué, a quem o Senhor veste com “vestes novas” no lugar de suas “vestes sujas”. Nossa conduta exterior deve ser limpa para corresponder com a purificação interior de nossa consciência. Somente nos “revestindo do Senhor Jesus Cristo” que seremos capazes de realizar isso (Romanos 13:14).   
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.
Compartilhe...