Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Louvarei ao SENHOR em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca.” [1]

“Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo” [2], pois “sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” [3]. “Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome” [4], pois “bom é louvar (dar graças) ao SENHOR, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo; para de manhã anunciar a tua benignidade, e todas as noites a tua fidelidade” [5]. Cabe a nós, que fomos redimidos, louvar o nome d’Ele, pois “pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor” [6]. Portanto, “regozijai-vos no SENHOR, vós justos, pois aos retos convém o louvor” [7], e o Senhor disse: “Aquele que oferece o sacrifício de louvor me glorificará; e àquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação de Deus” [8]. Vamos então, por Sua graça capacitadora, “em tudo dar graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco” [9]. “Cantarei ao Senhor enquanto eu viver; cantarei louvores ao meu Deus, enquanto eu tiver existência.” [10]

“Aos retos convém o louvor”,
De corações que foram renovados,
Louvores por misericórdias gratuitamente dadas,
Enviadas sobre nós como o orvalho.

[1] Salmo 34:1; [2] Efésios 5:20; [3] Romanos 8:28; [4] Hebreus 13:15; [5] Salmo 92:1-2 (ACF+KJV); [6] Salmo 40:3; [7] Salmo 33:1; [8] Salmo 50:23; [9] 1 Tessalonicenses 5:18; [10] Salmo 104:33

Compartilhe...