Diário do Cristão para a Sexta-Feira

Rebelião

“Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniquidade e idolatria” (1 Samuel 15:23).

Esta afirmação pode parecer difícil para nós, mas é Deus quem está falando. Ele disse a Samuel para repreender o rei Saul com essas palavras. O próprio Saul considerou isso um julgamento severo e, com um pedido superficial, pediu perdão pelo seu pecado. Mas Deus não podia mais tolerá-lo como rei de Israel.

Todos nós tendemos a fazer nossas próprias avaliações da gravidade dos pecados. Falamos sobre pecados maiores e menores. No entanto, a perspectiva de Deus é muito diferente. Alguém certa vez disse que um dos maiores pecados consiste em não abandonar os pecados menores.

O versículo acima demonstra exatamente isso. Deus entende o motivo por trás de nossas ações. Se ignorarmos a Ele e Seus direitos por vontade própria, isso é pecado… é rebelião. Claro, existem diferenças na medida da culpa ou no caráter do pecado. Se nunca caímos em pecados grosseiros e degradantes, devemos ser sinceramente gratos. No entanto, o essencial sobre nosso relacionamento com Deus é se procuramos fazer a Sua vontade ou não. Será que podemos verdadeiramente dizer: “Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração” (Salmo 40:8)?

Jim Hyland

Compartilhe...