Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“Sede todos de um mesmo sentimento, compassivos (tendo compaixão uns para com os outros), amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis (corteses)” [1]

“Sede afáveis”. Alguém poderia pensar que um verdadeiro cristão não precisaria de tal exortação, mas que ele deveria ser naturalmente, como crente em Cristo, “afável” para com os outros irmãos, e também para com todas as pessoas. Mas esse não é o caso. Será que os coríntios estavam sendo afáveis quando “o irmão vai a juízo contra outro irmão, e isto perante infiéis” [2]? Será que eles estavam manifestando cortesia quando estava “havendo entre [eles] inveja, contendas e dissensões” [3]? E como estamos nós, quão afáveis e corteses somos? Será que demonstramos amizade e gentileza em casa, entre nossos colegas de trabalho, e entre os santos, lembrando que “melhor é o que tarda em irar-se do que o poderoso, e o que controla o seu ânimo do que aquele que toma uma cidade” [4]? Quão necessário é que nos “revistamos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também” [5]. Manifestamos Cristo em nossas vidas “na pureza, na ciência, na longanimidade, na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido” [6]. Assim “sede uns para com os outros benignos, misericordiosos” [7], e “amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro” [8].

Sê afável com todos os que conheces,
E amável e gentil e verdadeiro;
Deus te recompensará em Seu caminho;
Ele te dará graça.

[1] 1 Pedro 3:8; [2] 1 Coríntios 6:6; [3] 1 Coríntios 3:3; [4] Provérbios 16:32; [5] Colossenses 3:12-13; [6] 2 Coríntios 6:6; [7] Efésios 4:32; [8] 1 Pedro 1:22

Compartilhe...