Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina (ensino) mostra incorrupção, gravidade, sinceridade” [1]

Nós que somos salvos pela graça de Deus “somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas” [2]. Deus deseja “que os que creem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens” [3], pois apenas por nossas vidas mudadas, manifestadas “por exemplo de boas obras” [1], os homens podem ver a evidência de nossa fé em Cristo. Assim, a vida diária do crente, seja em casa, na sociedade, nos negócios, ou no ministério, é da maior importância perante Deus e perante os homens e deve ser caracterizada por “linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de nós” [4]. Assim obedeceremos às palavra de nosso Senhor, que disse: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus” [5]. “O amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou” [6]. “Seja sobre nós a formosura do Senhor nosso Deus” [7].

Nossas obras da vida falam de nossos corações,
E do que realmente habita neles,
Se vivemos nossa vida para Ele,
Ou se para nós mesmos e para o pecado.

[1] Tito 2:7; [2] Efésios 2:10; [3] Tito 3:8; [4] Tito 2:8; [5] Mateus 5:16; [6] 2 Coríntios 5:14-15; [7] Salmo 90:17

Compartilhe...