Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada” [1]

Muitos de nós somos como Marta, “distraída em muitos serviços” [2], e “ansiosa e afadigada com muitas coisas”, tanto que esquecemos ou pelo menos negligenciamos a “uma só [coisa que] é necessária” [1]. Há aquelas “coisas necessárias” [3] que estão ligadas à nossa vida e bem-estar aqui na terra e que devem reivindicar nossa atenção. Mesmo assim, devemos ser cuidadosos com “os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, [que] entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera” [4], lembrando que “a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui” [5], pois quando “te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” [6] Mas “a boa parte”, aquela “uma só [que] é necessária”, escolhida por Maria, “não lhe será tirada” [1]. Ela, “assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra” [7], e “a palavra do Senhor permanece para sempre” [8]. Querido cristão, não permita que as “coisas” sufoquem a Palavra de Deus em sua vida. “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça” [9], e “buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” [10], e todas essas “coisas”, providas por Deus, “são boas e proveitosas aos homens” [11].

“Coisas” se destacam no horizonte
E ocupam nosso tempo e força,
Mas as “coisas” passarão um dia;
Apenas “uma coisa” durará eternamente.

[1] Lucas 10:41-42; [2] Lucas 10:40; [3] Atos 15:28; [4] Marcos 4:19; [5] Lucas 12:15; [6] Lucas 12:20; [7] Lucas 10:39; [8] 1 Pedro 1:25; [9] 1 Timóteo 6:11; [10] Mateus 6:33; [11] Tito 3:8

Compartilhe...