Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“A alegria do Senhor é a vossa força” [1]

Um cristão sem alegria é um cristão sem força, tanto para manter sua própria vida quanto para comunicar auxílio aos outros. Deus deseja que Sua alegria se apegue aos nossos corações, independente do estado das coisas ao nosso redor. “Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos” [2]. O Senhor deseja que estejamos “transbordando de gozo [alegria] em todas as nossas tribulações” [3]. Ele deseja “encher de todo o gozo [alegria] e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo” [4]. Muita alegria deve estar ligada a nossa salvação, e apenas uma comunhão quebrada com o Senhor pode nos roubar essa alegria. Quando isso acontece, venhamos logo ao Senhor em confissão, orando: “Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário” [5]. Circunstâncias difíceis e provações amargas não deveriam anular nossa alegria no Senhor, pois podemos estar “como contristados, mas sempre alegres” [6]. Portanto, “tende grande gozo quando cairdes em várias tentações [provações]” [7]. “E a minha alma se alegrará no Senhor; alegrar-se-á na sua salvação” [8], e assim “vós com alegria tirareis águas das fontes da salvação” [9], descobrindo que “a alegria do Senhor é a vossa força” [1].

Alegria quando o coração está sobrecarregado,
Alegria quando enfrentamos provações,
Alegria na grande misericórdia do Senhor,
Alegria nEle e em Sua graça.

[1] Neemias 8:10; [2] Filipenses 4:4; [3] 2 Coríntios 7:4; [4] Romanos 15:13; [5] Salmo 51:12; [6] 2 Coríntios 6:10; [7] Tiago 1:2; [8] Salmo 35:9; [9] Isaías 12:3

Compartilhe...