Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

Nosso Exemplo

Sentimentos de ódio e maldade em relação a outras pessoas não têm lugar na vida de um cristão. Todos nós devemos odiar o pecado, assim como Deus, mas devemos sempre nos preocupar com as outras pessoas e tentar encontrar maneiras de mostrar a bondade de Deus para com elas. É-nos dito: “Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé” (Gálatas 6:10).

Quando o Senhor estava na terra, Ele mostrou bondade para com todos. Ele nunca guardou rancor. Ele nunca teve sentimentos amargos por aqueles que O injustiçaram. “Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano. O qual, quando o injuriavam, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente” (1 Pedro 2:21-23).

O Senhor nos deixou o exemplo perfeito, que é a “mansidão e benignidade de Cristo” (2 Coríntios 10:1). Devemos buscar a graça para ser como Ele. Quanto a bondade e o amor de Deus irradiam de suas palavras e ações?

Jim Hyland

Compartilhe...