Diário do Jovem Cristão para a Terça-Feira

Caro Jovem Cristão:

“Ouvi, filhos, a instrução do pai, e estai atentos para conhecerdes a prudência [o entendimento].” (Provérbios 4:1)

No Canadá e nos Estados Unidos ontem foi o Dia dos Pais. Muitos de nós tivemos pais piedosos pelos quais devemos ser muito gratos. Uma história conta sobre como John Paton, um missionário das Novas Hébridas, costumava se agachar do lado de fora da porta do quarto de seu pai para ouvi-lo orar. Ele mais tarde escreveu: “Se todo o resto na religião fosse apagado por algum acidente, minha alma voltaria para aqueles dias de realidade. Por sessenta anos meu pai manteve a prática da oração em família. Nenhum dia se passava sem isso. Nenhuma pressa para os negócios, nenhuma chegada de amigos, nenhum problema ou tristeza, e nenhuma alegria ou excitação jamais nos impediam de nos ajoelharmos em torno do altar da família.”

Alguns nem sempre valorizam pais que tomam o tempo, com convicção espiritual, para ler e orar com a família. Se você tem um pai assim, agradeça a Deus por isso, e aprenda a apreciar esses momentos reservados para as devoções familiares.

Seu Amigo Cristão,

Jim Hyland

Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

E seja sobre nós a formosura do Senhor nosso Deus, e confirma sobre nós a obra das nossas mãos; sim, confirma a obra das nossas mãos.

Quão apropriada é essa “oração de Moisés, o homem de Deus”, pois o Senhor deseja que o seu povo redimido mostre Sua beleza àqueles cujas vidas nos tocam. “Vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo todo seu para que proclameis as grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”. “Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo. Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós…Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos; e assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal”. Enquanto olhamos para Ele pela Palavra de Deus, “todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor”.

Que meu querido Senhor possa ser visto em mim
Enquanto aqui entre os homens vivo;
Que Sua imagem em mim não seja apagada
Pelo meu pecado e mal interior.

Salmos 90:17 ~ 1 Pedro 2:9 ~ 2 Coríntios 4:6,7 ~ 2 Coríntios 4:10,11 ~ 2 Coríntios 3:18

Conforto das Escrituras para o Sábado

Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?

As perguntas acima são feitas em vista da afirmação de que “onde o pecado abundou, superabundou a graça”. Poderia tão abundante graça ser uma causa para que o crente em Cristo permita o pecado em sua vida? Não! Pelo contrário, “o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram. E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou”, pois Ele “se deu a si mesmo por nossos pecados, para nos livrar do presente século mau”, para que o cristão “não viva mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus”. Nosso Salvador “se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras”, e “fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado”. “Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus… e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça”.

O mundo, a carne e o diabo
Todos unidos para nossa vida reivindicar;
A graça de Deus sozinha pode libertar,
E acabar com nosso conflito e fracasso.

Diário do Jovem Cristão para a Sexta-Feira

Portões de Neemias — A Porta da Fonte

“A porta da fonte reparou-a Salum, filho de Col-Hoze” (Neemias 3:15).

Nas Escrituras, a água corrente, tal como uma fonte ou um rio, é frequentemente um tipo (uma figura) do Espírito Santo. A Porta da Fonte nos lembra da obra do Espírito Santo em nós e através de nós, e o poder que temos na adoração, serviço, e para nosso andar de fé. Aqui estão alguns exemplos:

“Adoramos pelo Espírito de Deus” (Filipenses 3:3, Versão Darby)

“Orando no Espírito” (Efésios 6:18)

“Guiados pelo Espírito” (Gálatas 5:18)

“Cantarei com o Espírito” (1 Coríntios 14:15)*

“Andemos em Espírito” (Gálatas 5:25)

Queiramos ter o cuidado de manter essa porta em constante reparação. Isso mantém fora de nossas vidas aquelas coisas que impediriam a obra do Espírito de Deus mencionada nos versículos acima. A Bíblia nos diz: “Não extingais o Espírito” (1 Tessalonicenses 5:19); e “Não entristeçais o Espírito Santo de Deus” (Efésios 4:30).

O Senhor disse: “Quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade” (João 16:13). Não permita que o inimigo, Satanás, impeça a obra de Deus.

{* Nota: embora algumas traduções tragam, nesse versículo, “espírito” (minúsculo, referente ao espírito do homem) em vez de “Espírito” (em maiúsculo, referente ao Espírito Santo), a mesma palavra no grego (pneuma) é usada aqui como em outras passagens em que se refere ao Espírito Santo. Confira aqui.}

Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

Agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.

Quão longe estávamos antes de conhecermos a graça de Deus “em Cristo Jesus”. Nós “estávamos mortos nos nossos delitos e pecados… [e] andávamos segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos de desobediência, entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como também os demais”. Nós “não tínhamos esperança, e sem Deus no mundo”, “e todas as nossas justiças [eram] como trapo da imundícia”. Mas por simples fé no Salvador, o Senhor Jesus Cristo, “passamos da morte para a vida” e “pelo sangue de Cristo [nos fez] chegar perto”. Quão perto? “Nos fez agradáveis [aceitos] a si no Amado”, e “qual ele é, somos nós também neste mundo”. “Vede quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele”. Está escrito que “assim o que santifica, como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos”. Nosso grande sumo sacerdote orou “para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim”.

Os Seus são amados assim como Ele é amado,
Pois permanecemos diante de Deus nEle,
“Aceitos a Si no Amado”,
E perdoados de todos os nossos pecados.

Efésios 2:13 ~ Efésios 2:1-3 ~ Efésios 2:12 ~ Isaías 64:6 ~ João 5:24 ~ Efésios 1:6 ~ 1 João 4:17 ~ 1 João 3:1 ~ Hebreus 2:11 ~ João 17:23

Luz Diária para a Quinta-Feira de Manhã

Como as aflições de Cristo são abundantes em nós, assim também é abundante a nossa consolação por meio de Cristo.

A participação dos seus sofrimentos. — Alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis. — Se morrermos com ele, também com ele viveremos. — E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.

Querendo Deus mostrar mais abundantemente a imutabilidade do seu conselho aos herdeiros da promessa, se interpôs com juramento; para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta. — O próprio nosso Senhor Jesus Cristo e nosso Deus e Pai, que nos amou, e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, console os vossos corações, e vos confirme em toda a boa palavra e obra.

2 Coríntios 1:5 ~ Filipenses 3:10 ~ 1 Pedro 4:13 ~ 2 Timóteo 2:11 ~ Romanos 8:17 ~ Hebreus 6:17,18 ~ 2 Tessalonicenses 2:16,17

Diário do Jovem Cristão para a Quinta-Feira

Andai em Amor

“E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.” (Efésios 5:2)

Como filhos de Deus, somos exortados a andar em amor e, no versículo acima, temos Cristo colocado diante de nós como o grande e perfeito exemplo de seu divino amor. NEle vemos a devoção e a intensidade do amor que entregou a Si mesmo pelos outros, e essa devoção sobe a Deus como um sacrifício de cheiro suave. Tal amor vai muito além das demandas da lei do Antigo Testamento que requeriam que um homem amasse seu próximo como a si mesmo. Cristo fez muito mais, pois Ele entregou a Si mesmo ao juízo de Deus por nós.

Este é o mesmo amor que somos exortados a imitar, um amor que nos levaria a nos sacrificar a nós mesmos por nossos irmãos. Tal amor irá, mesmo em pequena medida, subir como um aroma suave a Deus assim como o amor infinito de Cristo. O amor que levou a assembleia de Filipos a atender as necessidades do apóstolo Paulo teve esse mesmo efeito. Esse amor era para Deus “como cheiro de suavidade e sacrifício agradável e aprazível a Deus” (Filipenses 4:18).

Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

Há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

Há um Homem na glória, que permanece entre Deus e os homens, e que “esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens”, “porque, na verdade…  tomou a descendência de Abraão”. “Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus”, e assim “não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado”. Antes de Ele ter vindo ao mundo, o anjo disse que “chamarás o seu nome Jesus; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados”. Jesus é Seu nome como Homem, e “vemos coroado de glória e de honra aquele Jesus… para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos”. Enquanto subia de volta para o céu, os mensageiros angelicais disseram que “esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir”, e nós crentes “esperamos dos céus o seu Filho… a saber, Jesus”. “E será aquele homem como um esconderijo contra o vento, e um refúgio contra a tempestade, como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra de uma grande rocha em terra sedenta.”

Lá está na glória,
À destra do Pai,
O Filho do Pai,
O bendito e glorificado Homem.

1 Timóteo 2:5 ~ Filipenses 2:7 ~ Hebreus 2:16,17 ~ Hebreus 4:15 ~ Mateus 1:21 ~ Hebreus 2:9 ~ Atos 1:11 ~ 1 Tessalonicenses 1:10 ~ Isaías 32:2

Luz Diária para a Quarta-Feira de Manhã

Estai em mim, e eu em vós.

Estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.

Eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim… Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. — E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça. — Se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé, e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido.

filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança, e não sejamos confundidos [envergonhados] por ele na sua vinda. — Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.

João 15:4 ~ Gálatas 2:20 ~ Romanos 7:18 ~ Romanos 7:24,25 ~ Romanos 8:10 ~ Colossenses 1:23 ~ 1 João 2:28 ~ 1 João 2:6

Diário do Jovem Cristão para a Quarta-Feira

Ansiosos por Coisa Alguma

“Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças” (Filipenses 4:6).

Vamos dividir esse versículo em pedaços e torná-lo o mais simples possível.

“Não andeis ansiosos” — Não seja cheio de cuidados e preocupações.

“Por coisa alguma” — Em qualquer momento ou em qualquer situação.

“Antes em tudo” — Não apenas em algumas coisas.

“Sejam os vossos pedidos” — Seja específico.

“Conhecidos diante de Deus” — Diga a Ele tudo sobre isso.

“Pela oração” — Leve isso a Deus, fale com Ele sobre isso.

“E súplica” — Seja sincero e fervoroso.

Que maravilhoso recurso temos ao sermos capazes de levar tudo diante de Deus nosso Pai em oração. Ele sabe tudo sobre isso, mesmo antes de falarmos a Ele, mas somos convidados a “chegarmo-nos, pois, confiadamente ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno” (Hebreus 4:16). Se você deseja um dia sem preocupações, você precisa aprender a verdade simples de Filipenses 4:6.