Números 4:16-33

(para maior proveito, ore, leia na Bíblia os versículos indicados e medite nos comentários)

  

Os melhores anos de suas vidas eram destinados ao serviço do Senhor e Seu tabernáculo. Dos 30 aos 50 anos de idade, seus anos de maturidade e força física deveriam ser dedicados ao serviço! Com frequência esses anos são os que usamos para tentar conseguir sucesso e bens aqui neste mundo.

As atribuições das três famílias dos levitas podem ser comparadas com as principais formas de ministério na Igreja: profetas, pastores, doutores… (Efésios 4: 11). A primeira apresenta a Cristo em relação as necessidades do deserto (coatitas), a segunda cuida das cortinas e coberturas, sugerindo a responsabilidade na assembleia como o testemunho prático (meraritas), e por último, os responsáveis pela estrutura, diz respeito aos fundamentos da verdade (gersonitas). 

A colaboração entre as três famílias era indispensável para garantir que o edifício estivesse completo. Um coatita poderia ser empregado para transportar a arca, enquanto um merarita talvez fosse responsável apenas por uma simples corda. Mas não é a importância ou a aparente nobreza da tarefa que conta aos olhos do Senhor, é a fidelidade (1 Coríntios 4:2). Seja com dois ou com cinco talentos, o servo fiel sobre um pouco será colocado sobre muito (Mateus 25:21-23). Que o Senhor nos guarde de invejar o serviço de outro ou, por outro lado, de subestimá-lo. “Quem és tu que julgas o servo alheio?” (Romanos 14:4). Somente o verdadeiro Arão é competente para atribuir “a cada um o seu serviço e a cada um a sua carga” (versículo 19). Que segurança o Levita possuía. Guiado pelo Sumo Sacerdote, ele sabia o que e como fazer. Que nossa satisfação seja a alegria do Senhor que por graça nos permitiu fazer por Ele!

É maravilhoso o modo como Deus ordenou tudo sobre Sua casa no deserto, não deixando nada para opção ou escolha do homem. Isso nos lembra de 1 Coríntios 12 e 14, onde aprendemos que na casa atual de Deus, que é “a Igreja do Deus vivo” (1 Timóteo 3: 15), o Espírito de Deus é soberano, agindo sob o senhorio de Cristo, e Ele reparte “a cada um como quer”. Nós somos “ajustados” quando servimos sob a direção do Espírito de Deus. Não é para nós acharmos e escolhermos.

Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor nos séculos XIX e XX.

Compartilhe...