Gênesis 24:32-49

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)

Deus conduziu o servo de Abraão, como pela mão, a casa da família de seu senhor. Abraão lhe fizera prometer solenemente que não tomaria mulher para seu filho dentre as filhas dos cananeus (versículo 3). Ele encontra Rebeca, seu nome significa “aquela que une firme”, ela é filha de Betuel, que significa “aquele que habita em Deus”, ao lado do poço. Poço é uma fonte de água, uma referência a Palavra de Deus.

Queridos jovens que conhecem Jesus, mesmo que o matrimônio pareça algo muito distante, desde já, mantenha-se firme ao ensinamento da Palavra sobre este assunto: “Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos? …que parte tem o fiel com o infiel?” (2 Coríntios 6:14-15). Um filho de Deus só deve se casar dentro da família da fé, isto é, com outro filho de Deus. Aqueles que não levaram em conta este mandamento (1 João 5:3, ler também Salmo 19:8), confessarão mais tarde com muita tristeza: a união com uma pessoa não convertida não é apenas uma desobediência à Palavra do Senhor, mas também uma fonte de problemas e angústia por toda vida.

O testemunho que o servo de Abraão traz do seu senhor, a quem ele valoriza de pertencer (versículos 34 a 36). Ele o chama de grande, rico, pai de um filho que é herdeiro de tudo o que pertence a ele. É assim que o Espírito Santo, quando é recebido em um coração, faz conhecer o Pai e o Filho, e é assim que nós, como redimidos do Senhor, devemos saber como falar Dele.

Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.

Compartilhe...