Êxodo 29:19-30

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)
 
 
A cerimônia continuava; naturalmente, os filhos de Aarão não tinham sido purificados para fazer o que desejassem a partir de então. Estavam consagrados, separados para o serviço do Senhor. Em Israel, somente a família de Aarão exercia o sacerdócio. A única maneira de tornar-se sacerdote era nascer na tribo e pertencer a uma família sacerdotal. Na Igreja, a única maneira de ser sacerdote é pelo novo nascimento (Apocalipse 1:5-6). Hoje, todos os que compõem o povo de Deus são chamados para exercer esta nobre tarefa. Acredite, se em Seu grande amor Deus o salvou, é para que, daqui em diante, você possa ser inteiramente consagrado a Ele. O sangue na orelha direita e nos polegares da mão e do pé direito (versículo 20) nos fala respectivamente da obediência (à Palavra de Deus),  da ação (ou serviço) e  do caminhar (ou comportamento),  
foram santificadas para serem colocadas à disposição de Deus pelo poder do Espírito Santo (o azeite sobre o sangue). 
 
A palavra “consagrar” significa literalmente “encher suas mãos” (ver nota Êxodo 28:41). Aarão e seus filhos são consagrados a Deus como sacerdotes. Às vezes a descrição se aplica a todos os três, outras vezes apenas a Aarão. Cristo compartilha algumas de Suas glórias conosco (João 17:22) e algumas são somente dEle (João 17:5).  
Os sacerdotes tomavam partes do carneiro em suas mãos e as moviam (ou as erguiam em oferta) diante de Deus.  
Como sacerdotes, você e eu fazemos isto. Nós, assim como antes, erguemos Cristo para Deus. É isto que é adoração. O Pai sempre fica satisfeito quando entendemos o que Cristo fez por Ele. Portanto “enchamos nossas mãos” de Cristo!  
Além disso, longe de ver nela (como alguns fazem) um ato pelo qual nos oferecemos ao Senhor (podemos dar a Ele o que já O pertence?), entendemos, pelo contrário, que nossas mãos, ou melhor, nossos corações, precisam primeiro serem preenchidos por Deus antes de podermos “mover” a oferta (Cristo) diante dEle (versículo 24). “Porque tudo vem de ti, e do que é teu to damos” (1 Crônicas 29:14).
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.
Compartilhe...