Êxodo 28:15-30

 
(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)
 
 
Sobre o éfode, na frente, o peitoral estava firmemente preso. Tinha doze pedras preciosas engastadas em ouro com os nomes das tribos, assim estavam continuamente sobre o coração de Arão (versículo 30). Uma imagem tocante do lugar que ocupamos no Senhor. Nós estamos em Seus ombros poderosos, mas também em Seu coração, objetos de Seu incessante e terno cuidado (João 13:23). Os nomes estavam escritos “como impressos em um selo” (Cantares 8:6). 
 
“Continuamente” é uma palavra que deve ser destacada neste capítulo (fim dos versículos 29, 30, 38). Vemos nessas pedras, fixas e imóveis, uma figura de que nada pode separar os remidos pelo Senhor da Sua grande força (João 10:28) nem de Seu amor (Romanos 8:35).  Não aquece nosso coração entender que esta é… 
nossa posição de amor (peitoral)  e segurança (ombreira)  como o próprio Cristo prende a Si mesmo (cinto)  e nos mantém seguros (correntes e anéis)  em comunhão com Deus e nosso amável Pai? 
 
As pedras eram todas diferentes, cada uma delas refletindo à sua maneira a luz proveniente do mesmo castiçal. Mas todas eram preciosas. Assim como aqueles que são salvos, diferentes uns dos outros, cada um refletindo alguma característica moral de Jesus. E cada um é precioso para o coração Daquele que o sustenta. Quando estamos a ponto de criticar outro cristão, lembremos que o Senhor o ama. Por fim, para que todas essas joias possam refletir plenamente a luz do santuário – todos os crentes – elas precisavam ser trabalhadas, lapidadas e polidas. Esta é a paciente obra do Espírito Santo. 
 
 
Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.
Compartilhe...