Êxodo 18:13-27

(recomendamos que leia esse trecho em sua Bíblia antes de prosseguir)

 

 

Jethro aconselha Moisés a delegar a outros uma parte de seu serviço. Este conselho tem a aparência de sabedoria, mas não tem conhecimento do poder do Espírito de Deus! É considerado um dos princípios básicos para a instituição de clérigos. Os homens são escolhidos e investidos de autoridade pelos outros, de acordo com uma hierarquia que estabelece intermediários entre Deus e os simples crentes. Mas a Palavra de Deus reconhece na Igreja apenas um Cabeça, que é plenamente capaz de lidar com tudo o que diz respeito aos Seus (Efésios 4:5). E Jesus não se preocupa apenas com as “grandes questões”, as “questões difíceis”. Nada que seja de nosso interesse é muito pequeno ou insignificante para Ele. Que nunca tenhamos medo ou receio de nos dirigirmos diretamente a Ele (leia 1 Pedro 5:7).

 

Em seu aspecto profético, este capítulo nos mostra que Cristo não exercerá sozinho a administração do reino (Mateus 19:28). Quando Ele vier com os seus santos, o governo será estabelecido com várias responsabilidades para a plena glória de Deus. Este trecho é uma figura do reino do Senhor durante o milênio. No Salmo 72:2-3 existe uma linda referência sobre esse grande período de tempo. Tudo estará perfeitamente em ordem. Todavia, não devemos menosprezar o fato de que o próprio Moisés cometeu um erro ao dar ouvidos a Jetro. Parecia um bom conselho, mas se Deus tinha dado a tarefa para Moisés executar, então Deus daria a ele as forças para fazê-la.

 

Enquanto o povo de Deus segue seu caminho pelo deserto, Jetro volta para sua própria terra (verso 27). A vida de fé, o papel de peregrino e estrangeiro, não é atrativo para ele. Infelizmente, muitos cristãos se parecem com ele!

 

 

Texto baseado em diversos autores que se reuniam apenas ao Nome do Senhor no século XIX e XX.    

 

Compartilhe...