Jonas

Jonas tinha uma mensagem para apresentar à perversa cidade de Nínive. 

“Levanta-te, vai a Nínive, a grande cidade, e clama contra ela; porque a sua maldade subiu até mim” (Jonas 1:2). 

Contudo, Jonas era um servo desobediente que decidiu que seria mais fácil fugir do Senhor do que ter sua reputação de profeta estragada. Isto é indicado pelo que ele disse mais tarde, quando se queixou ao Senhor sobre a preservação da cidade. “…sabia que és Deus piedoso e misericordioso, longânimo e grande em benignidade e que te arrependes do mal” (Jonas 4:2). Ele sabia que se as pessoas se arrependessem, o Senhor não realizaria o julgamento e que ele perderia sua credibilidade como profeta.
O relato de Jonas é profeticamente a história da infidelidade de Israel como uma testemunha de Deus na terra e de suas relações governamentais com eles.
Jonas é também uma figura do Senhor Jesus em Sua rejeição, morte e ressurreição. Isto é confirmado pelo Senhor quando Ele declarou:

 “Pois, como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim estará o Filho do Homem três dias e três noites no seio da terra” (Mateus 12:40).

Baseado nos escritos de Jim Hyland
Compartilhe...