Caro cristão de todas as idades

Dias atrás falamos sobre a figura do Senhor Jesus descendo ao abismo e levando sobre Si as águas do julgamento de Deus contra o pecado.

Hoje também estava pensando nos resultados desse aspecto da obra do Calvário em relação ao versículo: “Ele me tirou de um poço horrível, de um charco de lodo, e colocou meus pés sobre uma rocha, firmou meus passos” (Salmos 40:2). Como o Senhor Jesus esteve sob as águas do juízo por nós, fomos libertos da cova do pecado e colocados em terra firme. “Ele desvia a sua alma da cova e a sua vida, de passar pela espada… então, terá misericórdia dele e lhe dirá: Livra-o, que não desça à cova; já achei resgate” (Jó 33:18, 24).

Nunca teremos que passar pelas águas do juízo, e que isso possa nos tornar as pessoas mais agradecidas na face do planeta Terra.

Baseado nos textos de Jim Hyland

Compartilhe...