Diário do Cristão para a Quarta-Feira

Especiarias — Parte 1

Cheguei à ilha de Granada esta manhã. Granada é conhecida como a “ilha das especiarias”, e, dependendo de como o vento sopra, muitas vezes é possível sentir o cheiro de canela, noz-moscada e outras fragrâncias agradáveis que flutuam pelo Caribe, até mesmo antes de chegar à costa. Isso me lembra o seguinte versículo e meditação:

“Levanta-te, vento norte, e vem tu, vento sul; assopra no meu jardim, para que destilem os seus aromas (especiarias)” (Cânticos 4:16). Esse é o pedido do Noivo em conexão com Sua noiva, tipificando o Senhor Jesus Cristo e Sua noiva, a igreja. Ele não apenas pede que a brisa suave e morna do vento sul sopre, mas também os ventos frios e fortes do norte. Por quê? Que lição aprendemos disso?

A lição é simples! Se tiver de haver a fragrância de Cristo e a produção de adoração em nossas vidas, da qual fala as especiarias (aromas) que sopram, então deve haver também provações e dificuldades, assim como aqueles tempos tranquilos e agradáveis quando tudo vai bem. Precisamos das duas coisas. Não pense que, por você pertencer ao Senhor, tudo vai dar sempre certo. Não. Precisamos dos ventos da adversidade, assim como dos ventos da tranquilidade.

Jim Hyland

Compartilhe...