Conforto das Escrituras para o Domingo

“Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.” [1]

Assim nosso Senhor orou pelos Seus na noite anterior à cruz, e assim Ele ora por nós no céu agora. Sua oração naquela noite, quando disse: “Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus” [2], remete ao Seu ministério presente, onde Ele está “no próprio céu, para agora comparecer por nós na presença de Deus” [3]. E “pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles” [4]. Lá em glória Ele ora por nossa santificação. No que diz respeito à nossa posição diante de Deus, “fomos santificados pela oferta do corpo de Jesus Cristo uma vez para sempre” [5]. O crente em Cristo foi separado (pois este é o significado de santificação) para ser do Senhor para sempre. Mas Ele deseja que nossa vida seja continuamente separada para Ele, e vivida para Sua honra e glória. “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação” [6], e essa santificação a cada momento é através da “tua verdade; a tua palavra é a verdade” [1]. É a Palavra de Deus, à medida que aprendemos dela e a obedecemos, que produz santificação prática em nossa vida. “Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti” [7]. Que a atitude de nosso coração seja como a do salmista: “Considerei os meus caminhos, e voltei os meus pés para os teus testemunhos” [8].

Você viveria sua vida para Ele?
Você mostraria as excelências dEle?
Então viva por Sua Palavra a cada momento;
Sua graça Ele certamente concederá.

[1] João 17:17; [2] João 17:9; [3] Hebreus 9:24 (KJV); [4] Hebreus 7:25; [5] Hebreus 10:10 (Darby); [6] 1 Tessalonicenses 4:3; [7] Salmo 119:11; [8] Salmo 119:59

Compartilhe...