Conforto das Escrituras para o Domingo

“Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa” [1]

É bom que os filhos de Deus atentem aos avisos que a Palavra de Deus coloca diante de nós, pois Sua Palavra não somente encoraja, como também reprova e convence o coração do crente em Cristo. “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” [2]. Portanto, devemos tanto praticar quanto proclamar a Palavra. “Pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina” [3]. “Quanto ao trato dos homens, pela palavra dos teus lábios me guardei das veredas do destruidor” [4]. “O que despreza a palavra perecerá, mas o que teme o mandamento será galardoado” [5]. Então “meditarei nos teus preceitos, e terei respeito aos teus caminhos” [6], pois “também os teus testemunhos são o meu prazer e os meus conselheiros” [7], e “desviei os meus pés de todo caminho mau, para guardar a tua palavra” [8]. “Considerei os meus caminhos, e voltei os meus pés para os teus testemunhos. Apressei-me, e não me detive, a observar os teus mandamentos” [9].

A Tua Palavra me dá aviso para o meu caminho
Dos perigos que eu não conheço,
Das armadilhas de Satanás, e dos desejos mundanos
Que atrapalhariam o meu andar.

[1] Salmo 19:11; [2] 2 Timóteo 3:16-17; [3] 2 Timóteo 4:2; [4] Salmos 17:4; [5] Provérbios 13:13; [6] Salmos 119:15; [7] Salmos 119:24; [8] Salmos 119:101; [9] Salmo 119:59-60

Compartilhe...