Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano” [1]

Às vezes é difícil para nós percebermos que o “velho homem” no cristão “se corrompe pelas concupiscências do engano”, e lembrarmos que “em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem” [2]. O “velho homem” ou a “carne” em um cristão não é diferente da carne em uma pessoa não salva. “O que é nascido da carne é carne” [3] e nunca pode ser feito de outra forma. E embora seja uma bendita verdade que “se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo” [4], junto com essa nova natureza ainda há em nós “o velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano” [1]. Mas o “velho homem” foi condenado na cruz de Cristo. “Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado” [5], de modo que agora nos é dito: “Considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor” [6]. “Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne” [7], e “revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências” [8].

A carne e o Espírito lutam
Para controlar minha vida a cada dia;
Mas quando tudo é entregue a Jesus,
O Espírito conduz em Seu caminho.

[1] Efésios 4:22; [2] Romanos 7:18; [3] João 3: 6; [4] 2 Coríntios 5:17; [5] Romanos 6: 6; [6] Romanos 6:11; [7] Gálatas 5:16; [8] Romanos 13:14

Compartilhe...