Conforto das Escrituras para a Terça-Feira

“Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens” [1]

“Antes de tudo” pode significar o primeiro no tempo, em ordem, no lugar ou na importância. Aqui evidentemente significa “antes de tudo” em importância. Nosso Senhor Jesus Cristo disse sobre “o dever de orar sempre, e nunca desfalecer” [2]. Ele também disse: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á” [3]. “Levanta-te, clama de noite no princípio das vigias; derrama o teu coração como águas diante da presença do Senhor” [4]. “De tarde e de manhã e ao meio-dia orarei; e clamarei, e ele ouvirá a minha voz” [5]. Na vida do cristão, se há pouca oração, há pouca bênção. É “antes de tudo” em importância que devemos “vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca” [6]. Assim “perseverai em oração, velando nela com ação de graças” [7]. “Confiai nele, ó povo, em todos os tempos; derramai perante ele o vosso coração. Deus é o nosso refúgio” [8]. Estejamos, então, “orando no Espírito Santo” [9].

Muitas bênçãos perdemos em nossas vidas,
Só porque falhamos em orar,
Bênçãos que poderíamos trazer aos outros,
Ajudando a iluminar seus caminhos.

[1] 1 Timóteo 2:1; [2] Lucas 18:1; [3] Mateus 7:7-8; [4] Lamentações 2:19; [5] Salmo 55:17; [6] Mateus 26:41; [7] Colossenses 4:2; [8] Salmo 62:8; [9] Judas 20

Compartilhe...