Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Procurando guardar [manter] a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.” [1]

Não nos é dito para criar uma “unidade do Espírito”, mas sim para “guardá-la”, ou “mantê-la”. “A unidade do Espírito” não é uma unidade organizacional, mas uma unidade orgânica que foi criada uma única vez, quando “nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito” [2]*. “Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros” [3]. Assim devemos “guardar [manter] a unidade do Espírito pelo vínculo da paz” [1], lembrando que “há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós” [4]. Devemos nos lembrar disso em nossas relações com todos os que confiaram em Cristo. Em relação à separação bíblica, enquanto não devemos “comunicar [ter comunhão] com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as [reprovai-as]” [5], devemos também “seguir a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor” [6]. Portanto “permaneça o amor fraternal” [7], pois “quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união” [8].

Cristo fez do Seu povo uma unidade,
Cada um sendo um membro Seu,
Cada um ajudando o outro a crescer,
Para então, uma joia brilhante ser.

[1] Efésios 4:3; [2] 1 Coríntios 12:13; [3] Romanos 12:4‑5; [4] Efésios 4:4‑6; [5] Efésios 5:11; [6] 2 Timóteo 2:22; [7] Hebreus 13:1; [8] Salmo 133:1

{* Para entender mais sobre o que foi o batismo do Espírito Santo, leia O batismo com o Espirito Santo – H. E. HayhoeO que é batismo do Espírito Santo? e Quando foi mesmo o batismo do Espirito Santo? }

Compartilhe...