Conforto das Escrituras para a Sexta-Feira

“Abstende-vos de toda a aparência do mal” [1]

Se o crente deve agradar e honrar seu Senhor, não há apenas certas coisas que ele deve perseguir e seguir pela graça de Deus, mas há também certas coisas que ele deve recusar e negar. Somos chamados a “seguir sempre o bem” [2], e a “seguir, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros” [3]. Precisamos “buscar a paz, e segui-la” [4]. Mas a graça de Deus também está constantemente “ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente” [5]. E, em vez de sermos enlaçados pelo “amor ao dinheiro”, devemos “fugir destas coisas, e seguir a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão” [6]. Nós, que conhecemos o Senhor, somos responsáveis por recusar e negar o pecado em nossas vidas e associações. “Não entres pela vereda dos ímpios, nem andes no caminho dos maus. Evita-o; não passes por ele; desvia-te dele e passa de largo” [7]. Para ter a força necessária para isso, “revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências” [8]. “Aparta-te do mal, e faze o bem; procura a paz, e segue-a” [9].

Se vivêssemos para a glória de Cristo,
E andássemos com Ele no caminho,
Devemos negar todos os desejos do pecado,
Tomando a graça dEle a cada dia.

[1] 1 Tessalonicenses 5:22; [2] 1 Tessalonicenses 5:15; [3] Romanos 14:19; [4] 1 Pedro 3:11; [5] Tito 2:12; [6] 1 Timóteo 6:10‑11; [7] Provérbios 4:14‑15; [8] Romanos 13:14; [9] Salmo 34:14

Compartilhe...