Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos.” [1]

Não nos é dito para regozijarmos em nossas circunstâncias ou prospectivas. Essas coisas variam; às vezes são favoráveis, e às vezes não são. Em vez disso, é-nos dito para “regozijarmos sempre no Senhor”. Devemos calmamente nos deleitar nEle, independentemente das circunstâncias. Devemos animar nossos corações ao contemplarmos o Senhor e Sua graça, para “servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne” [2]. Muitas são as bênçãos que são nossas porque O conhecemos como Salvador, “mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação” [3]. Como orou nosso Senhor pelos seus nas vésperas da crucificação, assim Ele ora agora por nós no céu, “para que tenham a minha alegria completa em si mesmos” [4]. Essa alegria deve ser nutrida e mantida ao nos alimentarmos de Sua Palavra, pois Ele disse: “Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo” [5]. “A tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração” [6]. Assim “com alegria tirareis águas das fontes da salvação” [7]. Nunca se esqueça, querido cristão, que “a alegria do Senhor é a vossa força” [8].

Ele enche o coração que confia com alegria,
Por mais sombrios que possam ser nossos dias;
A alma que se apoia em Sua graça
Encontrará a calma em todos os seus caminhos.

[1] Filipenses 4:4; [2] Filipenses 3:3; [3] Romanos 5:11; [4] João 17:13; [5] João 15:11; [6] Jeremias 15:16; [7] Isaías 12:3; [8] Neemias 8:10

Compartilhe...