Conforto das Escrituras para a Segunda-Feira

“O receio do homem lhe arma laços; mas o que confia no Senhor está seguro” [1]

“Deixai-vos pois do homem cujo fôlego está no seu nariz; porque em que se deve ele estimar?” [2] Quão fácil é deixar que “o receio do homem” influencie nossa vida e nossas ações. “Pois busco eu agora o favor dos homens, ou o favor de Deus? ou procuro agradar aos homens? se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo” [3]. Somos chamados como crentes a “falar, não para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações. Pois, nunca usamos de palavras lisonjeiras… nem buscamos glória de homens” [4]. “É melhor refugiar-se no Senhor do que confiar no homem” [5]. “Dá-nos auxílio contra o adversário, pois vão é o socorro da parte do homem” [6], e “quando o Senhor estender a sua mão, tanto tropeçará quem dá auxílio, como cairá quem recebe auxílio, e todos juntamente serão consumidos (juntamente cairão)” [7]. “Não confieis em príncipes, nem em filho de homem, em quem não há auxílio. Sai-lhe o espírito, e ele volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos. Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, e cuja esperança está no Senhor seu Deus” [8]. “Assim diz o Senhor: Maldito o varão que confia no homem, e faz da carne o seu braço… Bendito o varão que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor” [9, 10].

A força do homem não pode prevalecer por nós;
Somente o Senhor pode ajudar;
Seu auxílio é para o coração que confia,
Para aquele que a Ele clama.

[1] Provérbios 29:25 ~ [2] Isaías 2:22 ~ [3] Gálatas 1:10 ~ [4] 1 Tessalonicenses 2:4-6 ~ [5] Salmos 118:8 ~ [6] Salmos 108:12 ~ [7] Isaías 31:3 ~ [8] Salmos 146:3-5 ~ [9] Jeremias 17:5 ~ [10] Jeremias 17:7

Compartilhe...