Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“E agora, filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança, e não fiquemos confundidos (envergonhados) diante dele na sua vinda.” [1]

“Fiel é o que prometeu” [2] que “quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também” [3]. Ao vivermos em constante expectativa de Seu retorno, lembrando-nos de que é uma possibilidade diária, isto servirá para moldar o caráter e o serviço cristão, para que Ele possa “confirmar os vossos corações, para que sejais irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo com todos os seus santos” [4]. Após Ele vir para nós (no arrebatamento) e estivermos diante do tribunal de Cristo para nossas recompensas (galardões), haverá “a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo com todos os seus santos” [4] de volta a esta terra. Agora, portanto, “a graça salvadora de Deus” está “ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo” [5]. “Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai (sejais diligentes) que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz” [6].

Logo iremos ao encontro do Senhor;
Talvez Ele venha ainda hoje,
Para nos chamar para o lar, para Sua glória,
A nós que nEle confiamos como o caminho.

[1] 1 João 2:28; [2] Hebreus 10:23; [3] João 14:3; [4] 1 Tessalonicenses 3:13; [5] Tito 2:11-13; [6] 2 Pedro 3:14

Compartilhe...