Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Pois tu, Senhor, és bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade [misericórdia] para todos os que te invocam.” [1]

Na “oração de Davi” encontrada no Salmo 86, muito é dito sobre os atributos e caráter de Deus. Ele é “bom”, isto é, está sempre disposto ao bem. “O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras” [2], e Ele designou que “a benignidade de Deus te leva ao arrependimento” [3]. E àqueles que se voltam para Ele, Ele está “pronto a perdoar” [1], “porque pelo seu nome vos são perdoados os pecados” [4]. Ele também é “abundante em misericórdia” [1]. “Piedoso e benigno é o Senhor, sofredor e de grande misericórdia” [5]. É dito, ainda, no Salmo 86, que “tu, Senhor, és um Deus cheio de compaixão, e piedoso [gracioso], sofredor [longânimo], e grande em benignidade [misericórdia] e em verdade” [6]. Não somente o “Senhor… é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se” [7], como também Sua “longanimidade” continua para conosco após termos “vindo ao arrependimento” e termos sido salvos. Ele pacientemente nos guia e conduz, e nos perdoa e restaura. Além disso, nosso salmo nos diz: “Tu és grande e fazes maravilhas; só tu és Deus” [8], pois “ó Senhor, quem é como tu… Quem é como tu glorificado em santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas?” [9] E “este Deus é o nosso Deus para sempre” [10].

Terno e gracioso é nosso Deus;
Ele amavelmente guarda os que são Seus;
Dia a dia Ele olha por eles,
E assim será até estarmos seguros em Seu lar.

[1] Salmo 86:5; [2] Salmo 145:9; [3] Romanos 2:4; [4] 1 João 2:12; [5] Salmo 145:8; [6] Salmo 86:15; [7] 2 Pedro 3:9; [8] Salmo 86:10; [9] Êxodo 15:11; [10] Salmo 48:14

Compartilhe...