Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” [1]

Frequentemente ouvimos cristãos dizerem que devemos nos crucificar a nós mesmos, mas a Palavra de Deus nunca nos diz para fazer isso. Todas as quatro referências à crucificação do crente estão no passado, indicando que essa crucificação já ocorreu, de uma vez por todas, quando morremos com Cristo na cruz. “Estou crucificado com Cristo” [1], “e os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências” [2]. Além disso, “longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo” [3], e “sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado” [4]. Deus nunca nos diz para crucificarmos a nós mesmos, mas Ele nos diz para manter a carne naquele lugar de morte ao qual ele a designou na cruz. “Assim também vós considerai-vos certamente mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências” [5]. “Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências” [6].

Eu morri com meu Senhor na cruz,
Quando Cristo, meu Salvador, ali morreu;
Agora o pecado sobre mim não reinará;
Com Ele crucificado estou.

[1] Gálatas 2:20; [2] Gálatas 5:24; [3] Gálatas 6:14; [4] Romanos 6:6; [5] Romanos 6:11-12; [6] Romanos 13:14

Compartilhe...