Conforto das Escrituras para a Quinta-Feira

“Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas” [1]

“Eu sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho; nem do homem que caminha o dirigir os seus passos” [2]. “O que confia no seu próprio coração é insensato, mas o que anda em sabedoria, será salvo*” [3]. Deus nos disse graciosamente que “se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte” [4]. “A teu servo, pois, dá um coração entendido… para que prudentemente discirna entre o bem e o mal” [5]. E o Senhor prometeu assim fazê-lo pelos Seus, pois “se clamares por conhecimento, e por inteligência alçares a tua voz, se como a prata a buscares e como a tesouros escondidos a procurares, então entenderás o temor do Senhor, e acharás o conhecimento de Deus. Porque o Senhor dá a sabedoria; da sua boca é que vem o conhecimento e o entendimento” [6]. Pois “há um espírito no homem, e a inspiração do Todo-Poderoso o faz entendido” [7]. “Qual é o homem que teme ao Senhor? Ele o ensinará no caminho que deve escolher” [8].

Nosso conhecimento não é suficiente
Para nele confiarmos na necessidade
O perfeito entendimento do Senhor
Pode mostrar-nos real sabedoria.

[1] Provérbios 3:6; [2] Jeremias 10:23; [3] Provérbios 28:26; [4] Tiago 1:5-6; [5] 1 Reis 3:9; [6] Provérbios 2:3-6; [7] Jó 32:8; [8] Salmo 25:12

* A palavra “salvo” aqui se refere à salvação ou libertação de coisas ou circunstâncias terrenas, e não da salvação eterna da alma, que é somente pela fé em Cristo e em Sua obra consumada na cruz. Isto é evidente pelo caráter do livro de Provérbios, cujo tema é a sabedoria para viver dignamente neste mundo. Se tiver dúvidas sobre passagens como esta que falam de salvação, porém não de salvação da alma, acesse o seguinte link: http://www.respondi.com.br/2012/02/15-passagens-que-dizem-que-podemos.html

Compartilhe...