Conforto das Escrituras para a Quarta-Feira

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor” [1]

O “portanto” no versículo acima se refere à promessa da vinda de nosso Senhor por nós nos versículos anteriores: “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados… Portanto… sede firmes e constantes” [2, 1]. O tempo presente é um tempo de trabalho e semeadura; o tempo de colheita será em Sua vinda. “Eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra” [3]. “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa” [4]. Sejamos, portanto, “firmes e constantes”, estabelecidos e não afastados de nosso curso, lembrando a “nada julgar antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor” [5], nunca esquecendo “que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis” [6].

Agora é o tempo de servir nosso Senhor,
Buscando trazer-Lhe honra;
Levar o testemunho de Sua grande misericórdia
Faz as coisas da terra esmaecerem.

[1] 1 Coríntios 15:58; [2] 1 Coríntios 15:51-52; [3] Apocalipse 22:12; [4] Apocalipse 3:11; [5] 1 Coríntios 4:5; [6] Colossenses 3:24

Compartilhe...